13 de set de 2012

0

Duetos do Coração

Posted in

 De onde vem esse olhar
 Que tanto me faz suspirar
 Mesmo na ausência procurar
 Esse brilho que me faz te amar
 De onde vem esse tom 
Que faz meus seios palpitar 
De lábios finos a ríspido som 
Suave canção faz meus versos inspirar
 Vem de reflexos precipitados 
Onde permito te encontrar
 Vem de desejos escondidos e guardados 
Vem de uma simples vontade de beijar 
Vem de notas de sublime arranjo
 De minhas preces, de meu sonhar. 
Contempladas por saudosos anjos 
Cupidos que Minh ‘alma faz flertar 
 De onde é inútil procurar 
Vem de murmúrios dos silêncios
 Onde ocultos continuo a guardar
 Aonde o amor vem sempre renovar.





0 comentários: