15 de jan de 2013

20

Prelúdio

Posted in



Não podia acreditar. Era sonho.
E todo aquele arrepio que percorria o meu corpo ia de encontro ao seu
por algum motivo desconhecido ate então, desejava inconscientemente
o seu toque, mas naquele momento bastava à presença e eu não tive
reação a não ser obedecer a essa massa ensanguentada que já não
respondia aos meus comandos.

Fiquei ali parada a espera do que talvez ainda seja o que vivo a procurar.
Era amor o que estava envolto naquele momento.
Em um esforço descompassado busquei na memória qualquer lembrança
que quebrasse o silêncio e me aproximasse de você.
Foi veneração e as palavras quase não saiam.

Cada coisinha sem sentido, foi tendo significado junto às recordações
guardadas por um motivo desconhecido, sem nada que as provasse verídicas,
porém essas eram tudo o que eu tinha de mais real e de sentido pleno
naquele momento. E a vida se criou em um piscar de olhos... 

Desenhei cada detalhe, juntei cada peça desse quebra cabeça que
nunca planejei que existisse. Assim, percorria meu intimo um medo sem
palavras misto entre o som de risadas acanhadas que saiam entrecortando
aquele silêncio enlouquecedor e salientavam as maças rosadas da minha
face, entregando minha timidez, escondendo a paixão que naquele
momento brotava em meu íntimo.

Foi assim o primeiro cruzar de olhos, sem esforços para um toque,
Selando então a pureza do momento e a inocência das almas
que uniam-se da li em diante e para sempre.




20 comentários:

  1. Parece uma luz que se acende na mente e permite enfim ver com os olhos da alma...
    Parabéns!

    => Crazy 40 Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dulce,Fico feliz que consiga sentir assim!

      Excluir
  2. Nat, seu poema expressa coisas que do que sente define. Muito lindo, eu me apaixonei por esse texto. Prabens...

    ResponderExcluir
  3. A poesia refina a alma. É como o violino, que depois de despertar lança sua melodia para sensibiiar os corações. Todo o poeta é afável, doce, nobre. E eu vejo esta poetiza assim, doce, afável e com uma sensibilidade acima da nossa, pobres mortais. Porque o poeta é eterno e seu nome fica nas palavras que sabe elaborar para aquecer os corações. Parabéns NayaneE Jadir Trindade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ho Jadir, fiquei muito lisonjeada com seu comentário, obrigada mesmo!!! E suas palavras sim são dignas de um poeta!!!

      Excluir
  4. Poema muito lindo. Belas palavras reanimam o coração! Parabens Nayane Kastter!! Abraço Lucas

    ResponderExcluir
  5. Bonitas palavras Nayane Kastter continue assim, parabéns!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Um belo poema, Nayane. Talvez eu não o entenda muito, um dia talvez venha a fazer sentido pra mim.
    Gostei mesmo assim!

    ResponderExcluir
  7. Olá Nayane!

    Os meus parabéns pelo poema. Muita sensibilidade. Nem sempre os sonhos são meros sonhos, estes por vezes carregam com eles uma mensagem de orientação para nós.

    Bem-vinda à comunidade Escritores Criativos.

    Beijos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Quien es? parece Blancanieves.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsrs, não sei, é só imagem na internet. Bela, sim?!!!

      Excluir
  9. Nossa Nayane, meu parabéns.... Vc sempre surpreendendo com um poema novo e q fala profundamente em meu coração.... Lindos textos q me leva a pensar! Parabéns mesmo!!!!

    ResponderExcluir
  10. Obrigada Daniele, fico feliz que esteja gostando! Eles realmente veem do coração!!!

    ResponderExcluir
  11. Muito bonito. Escreve com bastante delicadeza. Abraços.

    http://lua-lobo-candeia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Seu poema é lindo Nayane e seu site também maravilhoso sempre que tever poemas novos me fala que eu vou ler e não vou deixar de comentar.

    ResponderExcluir