20 de nov de 2012

4

Partida I

Posted in



Dominada pela euforia
Tinha planos que pretendia
Deixar, caso não se importaria;
Ser forte eu não saberia.

Ceder a desejos insanos
Fingir que não estava nos planos
Entregar-me a amores mundanos
Mesmo causando sérios danos

Viver com regras contadas
Desfrutar da temporária companhia
Distanciar da realidade montada
Ciente de que longe não iria...

4 comentários:

  1. Como sempre Daiane, impecável.
    Bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Su, tambem gosto muito dos poemas de Daiane. Esse aqui ainda nao e a nossa obra de parceria. Mas fico feliz que tenha gostado!

      Excluir
  2. Gleyce, há um sentir profundo e uma clarividência intensa nos seus versos!
    Adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico Feliz que tenha gostado. Temos grandes surpresas Para os fas de poesia...
      Um Grande beijo Dulce.

      Excluir