23 de out de 2012

4

Meu Ego

Posted in






Muitos me amaram
Muitos sofreram
Brinquei com corações que não devia
Jurei amor por cortesia
Fiz sofrer com maestria
Muitos sangraram para que meu ego se elevasse
Muitos choraram sem que eu me importasse
Entre tantos, apenas um pôde se vingar
Entre tantos, apenas um conseguiu me conquistar
Amei de coração
Entreguei-me na emoção
E no final da canção
Jogaste-me na solidão
Paguei por todos os males que causei
Perdi a guerra, lutei e sangrei
Agora queria apenas uma chance
 Para alcançar a redenção
Queria apenas que pudesses me perdoar
Queria sair da escuridão
Queria que pudesses me amar
Mas apesar dos meus desejos
Tenho apenas um pedido a lhe fazer
E que o consideres com calma
Salve-me do vazio
Cure minha alma


4 comentários:

  1. Um coração que ignorava o sentimento verdadeiro e que sabe, enfim, o que é. Os versos traduzem a sensibilidade, a mágoa e a amargura.
    Muito belo, Daiane!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Dulce!!
    Sua opinião conta muiiito pra mim!!
    Fico mais que feliz em tê-la em nosso blog!!
    Gosto de falar da beleza que pode estar escondida atrás de uma lágrima...
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  3. Traducao do arrependimento, uma vida feitas em palavras... Lindo amiga!

    ResponderExcluir