30 de ago de 2012

1

Resenha de Crime e Castigo

Posted in ,





A história de “Crime e Castigo” é protagonizada por Rodiôn Românovictch Raskólnikov, um estudante universitário de São Petersburgo, Rússia. O rapaz abandona os estudos por não ter condições de sustentar-se, e logo se vê prestes a perder sua moradia, por falta de pagamento do aluguel. Raskólnikov, então, decide matar a agiota da cidade, a fim de roubar seus pertences. O livro prossegue com o sentimento de culpa arrastado por Raskólnikov, sua conturbada relação com a família e amigos e os tensos diálogos na polícia. A leitura de “Crime e Castigo” transmite sensações de consternação pelo ambiente vivido pelo jovem ex-universitario, surpresa pela sua motivação criminal e repulsa pelo temperamento torpe e doentio de alguns personagens. A maior parte da obra é dedicada ao castigo de Raskólnikov, o qual é aplicado lentamente através de seus medos, ânsias e devaneios.
A essência do livro é uma metáfora do lado vil e conflituoso da mente humana. Dostoievski narrou a saga de Raskólnikov majoritariamente por um ângulo pessimista, em que o sofrimento do personagem é constantemente enfatizado. Ler “Crime e Castigo” é uma maravilhosa depressão, um saboroso sofrimento e uma excelente aflição. A narrativa é ligeiramente eufemista, poupando o leitor de termos vulgares. Os diálogos são rebuscados e contribuem com a nebulosa atmosfera da obra. Um dos maiores romances da literatura Russa, “Crime e Castigo”, de Fiódor  Mikhailovich Dostoievski(1821-1881) é na minha opinião obrigatório para todo amante de criticas sociais.



Recomendo a todos os meus amigos...

Daiane Duarte

Um comentário:

  1. Está entre os melhores livros que eu já li!
    Vale apena ler!!
    Beijos a todos ♥

    ResponderExcluir